O Governo da República prepara-se para apresentar, hoje, no Centro Cultural de Belém, uma série de medidas com vista à simplificação administrativa.
Entre elas, estão a eliminação da obrigatoriedade de renovação anual de matrículas escolares dos alunos dos ensinos básicos e secundário que permaneçam no mesmo estabelecimento de ensino e o início do processo de “Transferência Digital” das informações dos alunos que pretendam mudar de escola.
A Madeira já tem este sistema! O método que a Secretaria Regional de Educação adoptou, há sete ou oito anos, terminou com as filas de espera para as matrículas e atribuiu ao director de turma um papel chave em todo o processo. O método permite que, quando um aluno se inscreve num dos três ciclos, fique automaticamente garantida a sua permanência na mesma escola até ao fim de cada ciclo, precisando apenas preencher uma ficha de inscrição para validar a matrícula, bem como apresentar alguns documentos identificativos. O encarregado de educação assina-a e o director de turma (ou professor titular da turma, no caso do 1.º ciclo) trata do assunto.
Quando se dá a transição do 1.º para o 2.º ciclo, as delegações escolares recebem os processos e depois enviam os alunos para as áreas de residência das escolas respectivas onde eles são colocados. O procedimento do 2.º para o 3.º ciclo é semelhante. No caso de mudança de escola, o procedimento está simplificado para os pais, porque toda a informação do aluno está contida num sistema informático, podendo a escola que o vai receber aceder facilmente ao seu dossier.
Todo o processo é feito pelo director de turma, não há aqui rituais administrativos. É por isso que penso que aquilo que fazemos aqui já é um processo muito próximo desse que eles estão a apontar.
Para além da simplificação processual, a Secretaria Regional de Educação tem apostado no procedimento “on-line”. Na Madeira, todas as escolas estão ligadas ao projecto “Place”, da Direcção Regional de Planeamento e de Recursos Educativos, e muitas, algumas até ao nível do secundário, já fazem o procedimento de revalidação de matrícula via “on-line”.
José Socrates limita-se a copiar o que já está a ser implementado aqui há 7 ou 8 anos, tanto ao nível da renovação de contratos de professores como em relação às matrículas dos alunos...
O que mais me irrita é ele vir a público armar-se em herói...

11 comentários:

Zig disse...

É um fala-barato, isso sei eu há muitos anos, desde que ele perdia sistematicamente os debates com Santana Lopes na TV.
Na Madeira penso que há muita coisa que se pode fazer porque é uma região autónoma e relativamente pequena. Por exemplo, visto por tamanhos, entre Alemanha e Portugal. Cá fez-se sem problemas a adaptação de todos os telefones para nove números. Na Alemanha seria impossível.
Agora, José Sócrates gosta de falar mal de Alberto João Jardim, mas copia um sistema dele.

Araj disse...

Sócrates a copiar algo da Madeira???? Estou aparvalhado...

O Restaurador disse...

Se fosse só nisso que a Madeira estivesse à nossa frente!...

Não podemos importar o Alberto João para o Continente? Bjs!

Trequita disse...

@Zig
Eu penso que aqui a Educação está muito à frente...
O sistema não é do Alberto João mas é como se fosse pois no final é sempre ele que dá o aval...

Trequita disse...

@araj
1-Nós aqui já trabalhávamos mais duas horas do que no continente, em reuniões e projectos
2- sempre houve a possibilidade de renovação de contrato no final do ano ( eu já estou há 3 anos na mesma escola)
3- As matrículas dos alunos também já eram como o Sócrates está a tentar fazer no continente
4- Há muitos anos que há aulas de substituição
5- os professores das diferentes disciplinas trabalham em equipa e reúnem uma vez por semana durante 2 horas para planificar aulas e tratar assuntos referentes aos alunos....
6- os alunos têm uma sala de explicações de graça, onde trabalham professores de Matemática ( eu tenho lá 3 horitas bastante atarefadas), Língua Portuguesa, Inglês, Francês...
Ainda estás aparvalhado?
É obvio que o Sócrates nos anda a copiar mas ele não admite...

Trequita disse...

@ o restaurador
Não me identifico com muitas cores políticas e esta é uma delas, mas depois de viver aqui estes anos todos e conhecer a realidade desta ilha só posso louvar o trabalho que aqui tem sido feito, sei que por vezes não foi feito da melhor maneira mas o que é certo é que a ilha tem desenvolvido muito nos últimos 10 anos.
Até lhe acho piada por vezes

O Restaurador disse...

Trequita, a minha cor, a minha afinidade política é para com o PS.

Mas, no entanto, na hora de votar eu não sou cego. Voto na pessoa que acho que pode desempenhar melhor o cargo a que se candidata e não pelo partido.

Bjs!

RCataluna disse...

Este Sócrates é só propaganda...

praia.claridade disse...

ainda bem k n fui para a madeira...senão ficava por aí!!!

Ana Pinheiro disse...

trequinha,
Não te irrites...O importante é que sejam tomadas as medidas...deixa lá o sr. engº. ser herói ehehehe
Beijo com ternura.

JB disse...

Post pertinente! Concordo na íntegra contidp. Sou professor e há muito que comungo da tua opinião, talvez porque conhça bem a Madeira.

sm

Arquivo do blogue