O tempo passa demasiadamente rápido



Aceitamos o facto de que quanto mais velhos ficamos mais dificil é recordar. Podemos esquecer o local onde estacionamos o carro, perder as chaves de casa, ser apresentados a alguém e esquecer o seu nome antes mesmo de terminar os beijinhos da praxe.

Franzimos o sobrolho e nervosamente reconfortamo-nos com a ideia de que o nosso cérebro está simplesmente muito cheio para receber ainda mais informação mas, aconteça o que acontecer, há momentos inesquecíveis que nunca esquecem.

2 comentários:

Ana Pinheiro disse...

São esses momentos inesquecíveis que tornam a própria vida inesquecível :).

Beijo terno e eterno.

Trequita disse...

@Ana Pinheiro:
Esses são realmente o que importa. bjokitas