Saudades do silêncio

"Num deserto sem água
Numa noite sem lua
Num país sem nome
Ou numa terra nua
Por maior que seja o desespero
Nenhuma ausência é mais funda do que a tua"
(Sophia de Mello Breyner)

Foto na galeria Olhares

4 comentários:

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, bela fotografia...belo poema...Espectacular....
Beijos

António Luís disse...

Pois...
O silêncio é coisa cada vez mais rara.
Vivemos num mundo de ruído.
...Tanto e tantas vezes por e para nada!

Trequita disse...

@Fernando Santos(Chana)

Olá, não posso ganhar créditos nem pela foto, tirada por Slashtor, nem pelo poema, escrito pela Sophia de mello Breyner mas obrigada pelo comentário e beijos para ti também ;)

Trequita disse...

@ António Luís

Os sábios aguardam o momento certo para opinar, já os idiotas debitam infinitamente palavras com ou sem nexo, o que lhes interessa é parecer saber.

sm

Arquivo do blogue