Depois de um dia lindo cheio de sol, uma boa dose de camarão, chandy, imperial, ponchas e cortados à mistura...

alguém me fez esta promessa, num pacotinho de açúcar.
vamos a ver se é desta!
lol


foto:Slash_Tor

19 comentários:

Zig disse...

São pequenas coisas como esta que por vezes nos conseguem alegrar....

praia.claridade disse...

um pacotinho de açúcar...lolol
eu à primeira vista pensava que era um preservativo...tipo uma publicidade marada..a aconselhar, e bem, o uso do mesmo!!!
Precisavas de uma gargalhada???outra..., porque uma já aconteceu, decerto!

RCataluna disse...

Nada como uma promessa doce:)

JPereke disse...

Não é por nada, mas já estou a ver que houve alcool à mistura, ou será que ele não bebe...
Estou a bricar treca
eheheheheheheh

Slash tor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Slash tor disse...

Afinal não são só alguns homens que têm a cabeça ligada ao sexo, pelos vistos algumas mulheres também como prova o segundo comentário. Só não percebo porque se fazem tão esquisitas!!
E já agora, decerto que não foi motivo de gargalhada e talvez não tenhas a sorte de alguém te dedicar palavras tão lindas!

Trequita disse...

@zig
só mesmo assim o bom humor volta!

Trequita disse...

@praia.claridade
ai essas ilusões de óptica!

Trequita disse...

@rcataluna
há promessas que sabem tão bem!

Trequita disse...

@jpereke
Não sabia que sua excelência vinha dar a estas paragens, por aqui não há Tonichas!
Ainda por cima a fazer-se despercebido!Também lá estavas, lembras-te? ou será que o alcool também te subiu à cabeça?
lol

Trequita disse...

@slash_tor
hóstia!
hóstia!
Não se exalte! ai ai que tontequito!
Bjokitas

icunha disse...

não te consegue por mais DOCE.

praia.claridade disse...

@ shash tor...
DESCULPE se o ofendi com a minha gargalhada!!!Mas se me conhecesse minimamente n poria qq maldade nas minhas palavras, pelo contrario! Desculpe lá, mas apesar da boa qualidade da foto, tem de admitir k parece o k parece!!!
Para minha feliciade houve alguém k ha 7 anos atrás fez-m uma promessa semelhante, e tem tentado (pelo menos) cumprir...(ahhh...até tem cumprido...às x é k se esquece)A treca, felizmente, assistiu ao momento, em que hj, denomino como "o dia mais feliz da minha vida":)
Espero que as desculpas tenham sido aceites, e a dúvida esclarecida!

praia.claridade disse...

@treca,
linda...tenho sauddes!
posta qq coisa!
bj + love!!!!

P.S.: adiviha lá com km vou fazer a tal formação de c.n.?? A. C. ...

bjoka

Trequita disse...

@praia.claridade
não tenho tido tempo nenhum para vir aqui ao blogue... tu sabes como são as coisas.
A formação é com quem? A.C. só me lembro de Antes de Cristo.... decerto estou com amnésia mas n estou a ver quem é A.C....

Trequita disse...

@Ivo
já lá diz o provérbio "O que é doce nunca amargou" já no meu caso não é bem assim... isto às vezes amarga e fica o caso mal parado :)
Espero que esteja tudo bem contigo... por onde páras? já sei que não é no famoso bairro 5 estrelas.

Slash tor disse...

:) Agora sim que foi motivo para a tão falada gargalhada!! mas apesar de tudo, desculpas aceites exma Sra praínha.claridade.E não se dê ao trabalho de responder, pois está tudo mais que esclarecido!

icunha@netvisao.pt disse...

nao fiques amarga, ficas com rugas e a (s)ministra nao paga operaçoes. estou colocado em BARRANCOS(107km), mas estou em Bicos, por troca(75Km).como podes imaginar, estou cheio de rugas. bjs.

Yes, Master disse...

Um ano passou. Depois de uma pausa, mais ou menos esclarecedora, decidi regressar.
Não haverá, passado este tempo, menos pessoas sem alimento. Nem haverá menos pessoas sem condições mínimas de existência. O que parece existir, agora, é uma condição de acção necessária e urgente. Um imperativo moral, humano. Uma escolha que faço, como todos os colegas da blogosfera, e que serve, cada vez mais, para lembrar algo de essencial a todos nós, seres humanos: a nossa liberdade de expressão. E, hoje, passado tempo, para muitos tempo maior que para nós, é humano libertar a expressão e criticar. E quando digo criticar, digo lembrar alguém que tosse enquanto adormece, porque nada teve para comer. Como digo manifestar opinião sobre o caminho que se caminha, sobre a sua direcção, ou sobre os caminhos mais pequenos que ele atravessa.
Um ano passou, e muitos mais que nós sentiram cem anos passar. Sem esperança. Conformadas. Isoladas. Sem voz. Outros mais sentiram um ano passar depressa demais. Satisfeitas. Extasiadas. Desejosas de anos semelhantes.
Pois, eu pergunto: E nós, como eu? Como passamos?
Por mim, passei no meio. Senti dias de satisfação, de esperança garantida Mas outros dias senti um nó no estômago. E grande. Senti que algo está cada vez pior. Percebi que o Mundo se encontra negro, por debaixo do nosso peito. E que a nossa realidade, a da satisfação, é, porventura, a mais pequena de todas as realidades hoje constatadas.
Portanto, decidi regressar. Porque não tinha mais estômago para aguentar tanto nó. Porque percebi que existe um imperativo moral novo, que nós, os livre-pensadores, devemos seguir e manifestar, alargar e fomentar, e que, apesar de os dias que correm se passarem num imenso corredor escuro, onde por mais que se grite, ninguém nos ouve, não devemos nunca deixar de o fazer. A fazê-lo, esquece-se o que nos faz ser: a humanidade.
Neste caminho novo, seguirei acompanhado. Como nova forma de me manifestar, juntei outras vozes à minha voz, e juntas publicaremos diariamente, neste blog, a expressão do nosso imperativo moral.
Por todos aqueles que não podem criticar.

sm